Blog

Quatro dicas para aumentar as vendas no Dia das Mães

10 de abril de 2017


Share

No ano passado, a data teve o pior desempenho de vendas desde 2003. Veja o que fazer para obter resultados melhores em 2017.

O Dia das Mães historicamente sempre foi considerado a segunda principal data do calendário comemorativo do varejo nacional, ficando atrás apenas do Natal. No entanto, no ano passado, as vendas desta ocasião decepcionaram muita gente. Segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, a data teve o pior desempenho desde 2003, com queda de 8,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Para evitar que o seu comércio passe por isso em 2017, confira estas dicas para turbinar os negócios.

1 – Conheça o seu público
Utilize sua base de dados para saber quem é o seu público e qual a melhor forma de impactá-lo. Entre seus consumidores, qual o perfil dos homens casados? E quantas mães se relacionam com a sua marca? Que idade e classe social elas têm? Quais as últimas compras que elas realizaram? É possível que as mães não realizem a compra dos seus próprios presentes, mas a sua influência pode ser fundamental na escolha. Quando a tecnologia trabalha lado a lado com a criatividade, os resultados tendem a ser muito mais efetivos.

2 – Invista na qualidade dos dados
A qualidade dos dados que você vai utilizar na estratégia de comunicação também é essencial. Esteja certo de que você tem as informações necessárias para conhecer o seu consumidor e também se certifique de que elas estão atualizadas, unificadas e prontas para uso.

3 – Aposte em segmentação
Crie comunicações segmentadas e personalizadas para interagir de forma eficiente com o seu público. Filhos que moram com os pais não devem ser impactados da mesma forma que o marido que vai comprar um presente para a esposa, não é? Lembre-se de que uma comunicação criada para “todos” corre o risco de falar com “ninguém”.

4 – Seja omnichannel
Você pode, sim, ativar todos os canais que tem à disposição para falar com seu público – desde e-mail marketing até redes sociais. É importante apenas que a sua marca fale com o consumidor e conte a ele uma história consistente, independentemente do canal que escolher para conduzir essa conversa. A dica é falar com pessoas e não com dispositivos.







Anterior